terça-feira, 28 de outubro de 2014

Cinco dicas para melhorar seus textos online

Este texto abaixo foi retirado do site oficial da Câmara dos Deputados. Traz informações preciosas sobre esse quase ingovernável mundo digital.

Cinco dicas para melhorar seus textos online Jornalistas digitais precisam seguir os mesmos princípios básicos do jornalismo, que incluem reportagem objetiva e precisa, checar os fatos, citar as fontes, respeitar a gramática e ortografia, e -- talvez o mais importante -- conhecer o público-alvo. No entanto, há fatores adicionais que precisam ser levados em consideração ao escrever para a Web. Hoje em dia, as pessoas leem textos em telas cada vez menores, incluindo tablets, smartphones e leitores digitais como o Kindle, tornando a leitura ainda mais difícil. Pesquisas também mostram que os usuários tendem a passar o olho ou dar uma olhada superficial no conteúdo, especialmente quando visitam um site. Por todas estas razões, o texto deve ser apresentado de forma diferente online. Dicas para melhorar a sua escrita para a Internet Redação clara e concisa é importante em todos os meios, mas ainda mais online pelos motivos citados: os usuários da Internet que querem informação rápida e a velocidade mais lenta da leitura online. Um estilo simples e direto funciona melhor. Escreva frases e parágrafos curtos -- de três a cinco frases curtas, no máximo. Deixe intervalos entre parágrafos. Use verbos ativos e escreva no tempo presente. Evite a voz passiva, já que complica a frase. Na Internet, quanto mais curto é melhor na maioria dos casos. Embora o espaço na Web seja praticamente ilimitado, artigos muito longos geralmente não são adequados para os leitores da Web. A maioria das reportagens não deve ter mais do que 800 palavras. As manchetes servem a mesma função básica na Web que servem na imprensa, para comunicar informações e atrair leitores. Porém, ao contrário das manchetes na imprensa, as frases diretas funcionam melhor online do que as indiretas que fazem jogo de palavras, porque: Usuários da Internet querem obter informações rapidamente. Manchetes que deixam dúvida sobre o tema de uma matéria não seduzem os leitores a clicar para ler o resto do artigo. Usuários da Internet frequentemente pesquisam informações. Manchetes que não incluem palavras-chave diretamente relacionadas a um tópico não serão apanhadas pelos motores de busca. Subtítulos em alguns parágrafos podem ajudar a dirigir os olhos para "pontos de entrada", onde os usuários podem começar a ler. Estes devem ser concisos e diretos ao ponto -- de preferência com três a sete palavras -- dando aos leitores uma indicação clara do que vem a seguir. Eles também ajudam a quebrar blocos de texto em partes gerenciáveis. Pontos e listas são uma outra forma eficaz de quebrar uma matéria longa para facilitar a leitura e atrair a atenção, pois facilitam no compreendimento da informação. Eles podem ser usados ​​ao longo de uma matéria ou no início, para realçar os pontos mais importantes de uma reportagem. A CNN.com faz isso rotineiramente. Este artigo faz parte de um curso online do ICFJ Anywhere, que apóia os jornalistas em todo o mundo com treinamento gratuito em uma diversidade de tópicos. Os cursos são oferecidos em uma variedade de idiomas, incluindo inglês, árabe, persa, espanhol, português, turco e francês. Para as últimas novidades sobre os cursos do ICFJ Anywhere, clique aqui.