segunda-feira, 1 de junho de 2015

Texto dá dicas sobre como escrever uma redação com simplicidade e elegância

Linguagem pomposa não é sinal de sabedoria, mas de soberba! Esse pode ser um bom resumo para o artigo abaixo, que faz refletir muito sobre simplicidade, clareza, estilo.
Vindo de Harvard, a super universidade americana, o texto ganha ainda maior expressividade.  Neste artigo, o psicólogo, linguista e neurocientista Steven Pinker, 60, compara o texto rebuscado a uma doença!

"Muitos profissionais buscam a cura para o seu academiquês, burocratês, corporatês, legalês, medicalês ou oficialês", brinca. Vários dos conselhos do livro tentam exterminar o palavreado pomposo.

Dad Squarisi, grande jornalista e linguista de Brasília, diz que o texto deve ser claro como as estrelas. É uma metáfora e tanto para que fugir das nuvens de uma escrita difícil e enfadonha. Esta é a dica do dia: objetividade e simplicidade fazem um grande texto. Quando mais é menos!