sábado, 22 de agosto de 2015

Causas e condições do agora - como manter o estudo e a mente no momento presente


Depois de um longo período entre muitas atribulações e algumas semanas de férias, estou de volta com algumas mensagens de otimismo, de motivação e de ensinamentos sobre como vencer o desafio de ser quem você é e de escrever como se não fosse você, sem as limitações, os medos, as meias-palavras que cercam a nossa vida. E nessa retomada, queria deixar uma mensagem de presente, ou seja, precisamos viver o aqui e o agora, e isso inclui todos os seus planos futuros, com pragmatismo ou sonhos, com ilusões e algumas derrotas no meio do caminho.
Orientada pelo professor Iraê Gomes, estou iniciando mais um curso de meditação, não apenas para acalmar a mente, mas para conhecer um pouco mais de mim. De tanto olhar para os outros, de quanto esperar pelo outros, ou tentar agradar a todos, acabamos nos conhecendo muito pouco.
Deparei-me com esta mensagem de Iraê, que ajuda muito em tempos de grandes desafios e ansiedade avassaladora. Focar no presente, no aqui e agora, neste minuto que já se foi, emendado por um minuto seguinte, é a forma mais inteligente de se viver. O budismo para mim ensina como um bom professor. Seguí-lo!


Sabedoria e meditação ajudam na prova do concurso

Causas e condições agora
Estamos com seis dias de estudo e prática do Dhamma. Algumas mudanças começam a ser percebidas. Deixe acontecer, deixe fluir...
Começamos a perceber em nós maior facilidade ou maior dificuldade para se estabelecer na prática e nos ensinamentos. É assim mesmo...
Tudo é resultante de causa e condições. Não existe nada no mundo condicionado que não esteja ligado a causas e condições. Precisamos saber lidar com isso.

A maneira mais sabia de lidar com isso é aplicando o esforço correto agora, nesse momento presente. Seja na condição de maior facilidade ou na condição de maior dificuldade.
Não existe condição de maior facilidade no futuro. Temos que criar a condição de maior facilidade no futuro agora. Dessa forma, os pensamentos de que no dia 1º de janeiro do ano que vem será melhor, depois de concluir o compromisso X será melhor, depois que os filhos estiverem casados, depois que eu conseguir um salário melhor, depois que o relacionamento estiver melhor estabilizado e, assim por diante... Tudo isso é delusão.
Então, somente nos dedicando inteiramente ao momento presente agora e fazendo o que tem que ser feito agora poderemos, dessa forma, trabalhar nossa modificação nesse momento presente e, quem sabe, sem pretensão, construir causas e condições melhores para o nosso futuro. 
Mantenha isso sempre em mente:
Milha maior dificuldade é, também, minha maior oportunidade.
E pratique, pratique, pratique até ser a própria coisa.