terça-feira, 8 de setembro de 2015

Vale perguntar na redação para concurso público?


Tratar da agenda política do País é imperativo para um concurso público. É claro que assuntos amenos estimulam muito mais, como futebol, viagens e culinária! Mas política é parte da vida e isso não se discute. Discutir as nuances do debate legislativo e entrar no mérito dos assuntos mais importantes, das mudanças mais latentes, das polêmicas mais insolúveis é algo que o examinar vai apreciar muito.
Perguntas em textos para concurso público

Na coluna do Papo de Futuro desta semana, apresento alguns questionamentos sobre as telecomunicações no Brasil. E aí vem a dúvida: vale perguntar numa redação para concurso? Na verdade, a pergunta é: ao perguntar, precisa responder. Não necessariamente. Se você, com as perguntas feitas, demonstra domínio do assunto e capacidade de levantar o debate e propor uma saudável reflexão, o examinador vai ler as suas questões como provocações, argumentos, como uma bola atirada para cima para que ele, examinador, possa dar aquela cortada! E viva as perguntas bem feitas, mesmo que algumas delas não estejam, de fato, à guisa de respostas...